quarta-feira, 18 de abril de 2012


Mais um ano de vida...

Em nosso aniversário a vida se renova, pois é o nosso "ano novo pessoal". As atenções se voltam para nós, resgatamos nosso brilho de alma. É claro, aproveitar ou não este momento depende de nós.

 Eu sei, que muitas outras vezes no passado fizemos planos que não conseguimos cumpri-los. Isso realmente é chato e desmotiva, mas muitas vezes não paramos para pensar o que está por detrás dos nossos planos que não se tornaram reais. Uma das grandes bênçãos da vida é a experiência que os anos vividos nos concede.

 Em geral, as pessoas acreditam que nascem para ser felizes. Considero essa afirmação um engano. Nascemos para viver.

 Ser feliz é uma das possibilidades do percurso.

Em primeiro lugar, e acima de tudo, é preciso considerar a qualidade natural do ano. A palavra "considerar"  vem do latim "considerare", e significa "estar com o céu".

É, justamente ao elaborar frustrações, enfrentar dores, infortúnios, pesares, prazeres e também alegrias que se pode reconhecer e atingir a felicidade – ainda que não de forma duradoura.

Uma coisa é certa, no aniversário, nossa  força pessoal se renova. Estamos  com um poder maior para realizar nossos, intentos, interesses... Mas, antes de tudo precisamos analisar o que estamos dispostos a realizar durante o ano.

Aniversariar é uma amostra das oportunidades que temos de aprender a contar nossos dias. Os sintomas da felicidade se traduzem no otimismo, na fé, na esperança e no empenho de ser melhor a cada dia.

Aniversariar não é só festejar a marca da idade, é desempenhar a arte de viver cada dia, saborear todas manifestações de afetos e renovar nossas metas de vida.

No aniversário, o primeiro brinde é com Deus, quando com voz embargada de emoção, surge agradecimento de viver, a certeza de que erros, acertos e fracassos, fazem nossa história e nos transforma no que somos hoje.



Marilza Rezende.