terça-feira, 12 de fevereiro de 2019







Abre os olhos enquanto o dia chega lentamente.
Aprenda a estar no escuro e no claro,
a driblar a insegurança do desconhecido,
a encantar-se com a surpresa.
O azul da manhã ilumina os caminhos e revela sombras.
Há formas, tamanhos, cores, gente, rumos, cão, flores, dores.
Mas também há risos, sonhos, descobertas, diversão.
Ao calor do meio-dia,
entregue-se.


Marilza Rezende.

Nenhum comentário:

Postar um comentário